ABRIL 2018

CINEMA_ 7ª SENA - Núcleo Cinéfilo de Seia

Ciclo de Cinema ABRIL DE TODAS AS PRIMAVERAS


Abril é Primavera: é tempo de renascer e renovar, de sonhar e de mudar, ter esperança e acreditar. Esperança num mundo melhor, sem opressão, sem violência, com dignidade e respeito pelos direitos de todos, independentemente da sua condição. Tempo de acreditar nessa utopia, nessa visão romântica que sabemos de antemão ser inconcretizável, e de, ainda assim, lutar por ela. Tempo de acreditar que podemos ter uma voz, que podemos ser os agentes da mudança numa sociedade desigual, com vícios petrificados. Fracassaremos, sem dúvida, pois qualquer utopia é por definição irrealizável. Mas triunfaremos a cada criança que cresça saudável, a cada mulher que se realize, a cada idoso que morra em paz. Não podemos mudar o mundo. Mas temos de acreditar nisso se quisermos um amanhã melhor para os nossos filhos.




POR UM MUNDO MELHOR, ACREDITAR É PRECISO!


CINEMA_ 7ª SENA - Núcleo Cinéfilo de Seia

CINETEATRO| CASA MUNICIPAL DA CULTURA

Integrado na campanha"Abril - mês da prevenção dos maus-tratos na infância; Diálogo(s) - Igualdade e Direitos Humanos

O casal Besson divorciou-se. Para proteger o filho do pai que acusa de violência doméstica, Miriam pede a custódia total. Mas a juíza concede ao pai direito de visita. Refém entre os pais, Julien vai fazer tudo para evitar que o pior aconteça.

Realização: Xavier Legrand; Argumento: Xavier Legrand; Produção: Alexandre Gavras; Fotografia: Nathalie Durand; Montagem: Yorgos Lamprinos; Direcção de arte: Jérémie Sfez; Guarda-Roupa: Laurence Forgue Lockhart; Som: Julien Sicart, Julien Roig, Vincent Verdoux; Ano Produção: 2017; Duração: 94'; Género: Drama; Classif. Etária: M/12

http://www.midas-filmes.pt

Entradas: 2€ (geral), 1€ (sócios)


CINEMA_ 7ª SENA - Núcleo Cinéfilo de Seia

CINETEATRO| CASA MUNICIPAL DA CULTURA

Feito a partir da descoberta das cenas que uma turista - a mãe do realizador - filmou na China em 1966, durante o início da Revolução Cultural, No intenso agora trata da natureza efémera dos momentos de grande intensidade emocional. Às cenas da China, somam-se imagens de arquivo dos eventos de 1968 na França, na Tchecoslováquia e, em menor extensão, no Brasil. Na tradição do filme-ensaio, o documentário interroga como as pessoas que participaram daqueles acontecimentos - vividos com alegria, encantamento, convicção generosa, medo, decepção, desalento - seguiram adiante depois do arrefecimento das paixões.

Realização: João Moreira Salles; Pesquisa de imagem: Antonio Venâncio; Produção executiva: Maria Carlota Bruno; Montagem: Eduardo Escorel e Laís Lifschitz; Música: Rodrigo Leão; Ano Produção: 2016; Duração: 127'; Género: Documentário; Classif. Etária: M/12

http://www.midas-filmes.pt

Entradas: 2€ (geral), 1€ (sócios)


MARÇO 2018

CINEMA_ 7ª SENA - Núcleo Cinéfilo de Seia

Ciclo de Cinema ESTRANHA FORÇA

Março, mês da Mulher: Mulher-coragem, Mulher-guerreira. Mulher incansável que encontra a força que não sabe que tem, que luta e resiste e que nunca desiste. Mulher-feminina, Mulher-heroína.

Em Março, o 7A SENA - Núcleo Cinéfilo de Seia salienta essa ESTRANHA FORÇA com duas histórias de luto e de luta, no feminino. Duas formas de ser e de estar muito diferentes, a mesma determinação, a mesma resiliência perante a adversidade. Em Março…

SOMOS FORTES, SOMOS MULHER!


CINEMA_ 7ª SENA - Núcleo Cinéfilo de Seia

CINETEATRO| CASA MUNICIPAL DA CULTURA

Marina e Orlando, vinte anos mais velho do que ela, amam-se longe dos olhares e fazem projectos futuros. Quando ele morre repentinamente, Marina é alvo da hostilidade dos familiares de Orlando: uma "santa família" que rejeita tudo o que Marina representa. Marina lutará com a mesma energia que dedica desde sempre para se tornar naquilo que é: uma mulher forte, corajosa, digna… Uma mulher fantástica!

Realização: Sebastián Lelio; Argumento: Sebastián Lelio, Gonzalo Maza; Produção: Juan de Dios Larraín, Pablo Larraín; Fotografia: Benjamín Echazarreta; Montagem: Soledad Salfate; Direcção de arte: Estefanía Larraín; Guarda-Roupa: Muriel Parra; Música: Matthew Herbert; Som: Alberto Alén; Ano Produção: 2017; Duração: 104'; Género: Drama; Classif. Etária: M/14

in http://alambique.pt

Bilhetes: Normal - 2€; Sócios - 1€


CINEMA_ 7ª SENA - Núcleo Cinéfilo de Seia

CINETEATRO| CASA MUNICIPAL DA CULTURA

Inesperadamente, a vida de Katja desmorona-se quando o marido Nuri e o filho Rocco morrem num atentado à bomba. Os amigos e familiares tentam apoiá-la em tudo o que conseguem e Katja consegue sobreviver ao funeral. Mas a busca pelos perpetradores e as razões que levaram ao atentado agravam o luto de Katja, abrindo feridas e dúvidas. Danilo, advogado e melhor amigo de Nuri, representa Katja no julgamento dos dois suspeitos: um casal neo-nazi. O julgamento leva Katja ao limite. Para ela não há outra alternativa senão fazer-se justiça.

Realização: Fatih Akin; Argumento: Fatih Akin; Dir. Produção: Klaus Spinnler; Fotografia: Rainer Klausmann; Montagem: Andrew Bird; Música: Joshua Homme; Som: Kai Storck; Guarda-Roupa: Katrin Aschendorf; Ano Produção: 2017; Duração: 106'; Género: Crime, Drama; Classif. Etária: M/16;

in http://www.midas-filmes.pt

Entradas: 2€ (geral), 1€ (sócios)

FEVEREIRO 2018

CINEMA_ 7ª SENA - Núcleo Cinéfilo de Seia

Ciclo de Cinema BATE-BATE, CORAÇÃO!

O meu coração bate: bate forte de emoção, de saudade e determinação. Bate quando me enfureço, tão forte que até estremeço! Quando luto e discuto, quando sonho e me exponho, me empenho e me venho. Quando te sinto intrusa, reclusa, quadrado da hipotenusa. Bate se em mim fixas o olhar e se te moves devagar. Bate forte na dor e no terror, no fulgor e no amor. O meu coração bate porque acredito - nada é interdito!

Em Fevereiro, dois filmes de coração acelerado: vamos sentir e amar, lutar e acreditar!

BATE-BATE, CORAÇÃO!


CINEMA_ 7ª SENA - Núcleo Cinéfilo de Seia

CINETEATRO| CASA MUNICIPAL DA CULTURA

Início dos anos 90. Com a SIDA a ceifar inúmeras vidas nos últimos dez anos, os activistas da Act-Up Paris multiplicam as suas acções para lutar com a indiferença generalizada. Nathan, um jovem que se junta ao movimento, vê a sua vida transformada por Sean, um dos militantes mais activos.

Realização: Robin Campillo; Argumento: Robin Campillo, Philippe Mangeot; Produção: Hugues Charbonneau e Marie-Ange Luciani; Fotografia: Jeanne Lapoirie; Montagem: Robin Campillo; Direcção de arte: Emmanuelle Duplay; Guarda-Roupa: Isabelle Pannetier Música: Arnaud Rebotini; Som: Julien Sicart, Valérie Deloof, Jean-Pierre Laforce; Ano Produção: 2017; Duração: 143'; Género: Drama; Classif. Etária: M/16

in http://www.midas-filmes.pt

M/16; Entradas: 2€ (geral), 1€ (sócios)


CINEMA_ 7ª SENA - Núcleo Cinéfilo de Seia

CINETEATRO| CASA MUNICIPAL DA CULTURA

Um matadouro em Budapeste é o cenário de uma bonita e estranha história de amor. Os rumores começam assim que Mária começa a trabalhar na área de controlo de qualidade. Ao almoço, a jovem mulher almoça sempre sozinha. O seu chefe Endre, um pouco mais velho, também é reservado. Descobrem, por mero acaso, que partilham o mesmo sonho todas as noites. Ficam confusos, incrédulos e um pouco assustados. Aceitando, de forma hesitante, esta estranha coincidência, tentam recriar à luz do dia aquilo que acontece no seu sonho.

Realização: Ildikó Enyedi; Argumento: Ildikó Enyedi; Produção: Inforg-M&M Film Kft; Fotografia: Máté Herbai; Montagem: Károly Szalai; Ano Produção: 2017; Duração: 116'; Género: Drama, Romance; Classif. Etária: M/16

in http://leopardofilmes.com

M/16; Entradas: 2€ (geral), 1€ (sócios)

JANEIRO 2018

CINEMA_ 7ª SENA - Núcleo Cinéfilo de Seia

Ciclo de Cinema RU_TURA

Ano novo, vida nova. Janeiro é tempo de renovar a esperança, de acreditar que é possível fazer mais e melhor e de lutar por isso com esforço e ânimo redobrado. É tempo de mudar e de arriscar! No Núcleo Cinéfilo, foi o que fizemos: no modelo de funcionamento, na estratégia de divulgação, nas linhas de programação. O ciclo que escolhemos para abrir este novo ano representa essa mudança, essa vontade de arriscar: duas comédias negras surpreendentes que, de forma inteligente e mordaz, satirizam uma sociedade burguesa pomposa e confortável nas suas convenções sociais e falsos consensos. Que estale o verniz e caiam as máscaras, que fiquem a nu a hipocrisia, a duplicidade e os vícios de uma sociedade "civilizada"!

TEMPO DE MUDAR. TEMPO DE ARRISCAR!


CINEMA_ 7ª SENA - Núcleo Cinéfilo de Seia

CINETEATRO| CASA MUNICIPAL DA CULTURA

Christian é o respeitado curador de um museu de arte contemporânea; homem divorciado e bom pai dos seus dois filhos, conduz um carro eléctrico e apoia boas causas. A sua próxima exposição, "O Quadrado", é uma instalação que pretende evocar o altruísmo em quem a vê, recordando-nos o nosso papel enquanto seres humanos responsáveis pelos nossos congéneres. Mas às vezes é difícil viver à altura dos nossos ideais: a resposta incauta de Christian ao roubo do seu telefone vai conduzi-lo a situações das quais ele se envergonha. Entretanto, os Relações Públicas do museu criam uma campanha inesperada para "O Quadrado". A reacção é inflamada e lança Christian, bem como o próprio museu, numa crise existencial.

Realização: Ruben Östlund; Argumento: Ruben Östlund; Fotografia: Fredrik Wenzel; Montagem: Ruben Östlund, Jacob Secher Schulsinger; Direcção de arte: Josefin Åsberg; Som: Andreas Franck; Ano Produção: 2017; Duração: 142'; Género: Comédia, Drama; Classif. Etária: M/14

in http://alambique.pt

Bilhetes: Normal - 2 €; Sócios - 1€


CINEMA_ 7ª SENA - Núcleo Cinéfilo de Seia

CINETEATRO| CASA MUNICIPAL DA CULTURA

A FESTA - uma comédia envolta em tragédia - desenvolve-se em tempo real numa casa de Londres, nos dias de hoje. Janet recebe um grupo de amigos próximos para celebrar a sua promoção a "Ministra-Sombra" da Saúde do partido da oposição. Mas o marido, Bill, parece preocupado. À medida que os amigos chegam, alguns com notícias para partilhar, a noite vai-se desenredando. Um anúncio de Bill provoca uma série de revelações que rapidamente escalam em confronto aberto. Enquanto as ilusões das pessoas em relação a si próprias e umas às outras se vão desfazendo em fumo, tal como os canapés, a festa torna-se numa noite que começou com champanhe e acaba com sangue no chão.

Realização: Sally Potter; Argumento: Sally Potter; Produção: Christopher Sheppard, Kurban Kassam; Fotografia: Alexey Rodionov; Montagem: Anders Refn, Emilie Orsini; Som: Jean-Paul Mugel; Direcção de arte: Carlos Conti; Ano Produção: 2017; Duração: 71'; Género: Comédia, Drama; Classif. Etária: M/14

in http://alambique.pt

Bilhetes: Normal - 2 €; Sócios - 1€

topo